29.11.06

28

por que a faculdade de escolher se toda escolha conduz à mesma vala

se não importa quantas palavras

a verdade nunca

para que a inestancável logorréia

buscar conhecimento como se conhecimento fosse sabedoria

a fábula iluminista

convertida em máxima da ganância

antes tudo fosse tão-só uma questão de força bruta

que tudo sempre acaba em brutalidade

então que seja uma brutalidade simples de entender

não essa pancadaria unilateral sanguinolenta apoiada em retóricas veementes

pois mesmo o sadismo mais extremo deveria conhecer limites

então não venha justificar meu sofrimento

faça-me sofrer e pronto

ao menos tenha a decência de nada dizer

cumpramos nossas obrigações

depois de tanto infligir dor já não há como mentir

o que se busca é cada vez mais amargura

quando nada sejamos honestos