23.11.06

22

não vale a pena a vida sem talento sem inspiração sem dinheiro sem reconhecimento sem um monte de mulher bonita macia cheirosa gostosa

mais da metade desta droga de vida já passou

não será o bastante para notar que nunca terei nada disso

a felicidade é um momento curto

uma droga potente cara e breve

cuja ressaca é a melancolia

que tento curar com o destempero

neste recinto de janela fechada num dia de sol sem esperança

gritos e golpes inesperados

a raiva enchendo todos os cantos

a crença no que nem creio

a nuvem que não se dissipa por mais que chova

por mais que ventos

a porta permanece fechada e seu silêncio só não é maior que sua imobilidade

tudo cada vez mais se distancia

e o medo de dizer algo impróprio

o silêncio até fica ruidoso e o medo