3.11.06

2

que importa palavra é tudo igual
sob todas se pode ocultar a verdade
sobre tudo sempre há palavras zelosamente guardadas artifícios semânticos
o sumo talento dos hipócritas
o que se diz não é o que se diz mas o que as palavras
bem vindo à vala
aqui não se é dono de nada
mas tudo se pode
contanto que se disponha de força bruta
o grande argumento dos filhos da puta
e se tenham umas palavras para distrair os fracos e os que não antipatizam de todo conosco
no último dos casos use-se a crueldade
crueldade sempre vai bem
pièce de résistance
cristo buda maomé a puta que pariu
qualquer motivo basta para se fabricar um deus e virtuosamente estraçalhar o próximo e o distante

2 Comments:

Blogger Vera said...

Henrique, querido...


Agora estou meio enrolada, mas eu não consegui salvar um comentário meu aqui hoje pela manhã... eu tenho o texto salvo no outro computador, mas não era importante...

Eu só te dava um breve alozinho...



Beijos,



Verinha Rath (acabei de instalar muitos programas num micro, passei horas nesta tarefa, estou cansadaça...)

4/11/06 17:51  
Blogger o amanuense said...

Realmente, Verinha, esse tal de computador é fogo, toma um tempão da gente. Hoje mexi numas configurações aqui d'A Goteira e acho que tornei mais simples a inserção de comentários. Aos poucos, bem poucos mesmo, vou aprendendo. Agora não é mais necessário login, o que devia ser um saco, mas escolhi uma verificação para tentar evitar que engraçadinhos com esses programas automáticos encham o blog de idiotices.
Abração do amanuense

5/11/06 02:36  

Postar um comentário

<< Home